SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EXPÕE EXPERIÊNCIAS DO SUAS EM SEMINÁRIO EM SP SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EXPÕE EXPERIÊNCIAS DO SUAS EM SEMINÁRIO EM SP 15 >
}

WhatsApp

Data | Hora de publicação: 13/08/2019 | 13:09:03

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EXPÕE EXPERIÊNCIAS DO SUAS EM SEMINÁRIO EM SP

Municípios com experiências exitosas no Sistema Único de Assistência Social foram convidados a integrar mesas redondas durante encontro




Foz do Iguaçu e os municípios de Louveira e Caraguatatuba (ambos em São Paulo) dividem na manhã desta sexta-feira (9), experiências e aprendizados no trato com o SUAS (Sistema Único de Assistência Social). As secretarias de assistência social dos três municípios falam sobre a territorialização no trabalho das famílias usuárias dos programas do município, estado e governo federal. 

O III Seminário Trabalho Social com Famílias no SUAS (8 e 9 de agosto) tem como objetivo colocar em debate a conjuntura atual da PNAS (Politica Nacional de Assistência Social) e do SUAS, apontando novos e antigos desafios, bem como problematizar articulação dos níveis de proteção social e o lugar do trabalho de trabalhadores/as no SUAS. Num segundo momento, a ênfase será as determinações de classe, nas dimensões de gênero, raça/etnia e geração presentes no trabalho social com famílias em todos os níveis de proteção social. 

O último debate será realizado a partir da exposição das leituras socioterritoriais do SUAS em três municípios brasileiros. “Nós de Foz fomos convidados a mostrar essa experiências exitosa no trabalho com as famílias, na experiência da vigilância socioassistencial do município, como a diretoria de gestão acompanha e elabora o trabalho com as famílias nos territórios, considerando que os territórios são instrumentos de análise da política pública”, disse André dos Santos, diretor de gestão do SUAS. Além dele, Samuel Cabanha, chefe da divisão socioassistencial também integra a equipe de Foz no evento.

Santos também tratou sobre o planejamento de ações específicas na cidade. “Por se tratar de uma cidade de fronteira, onde há um fluxo considerável de pessoas devido a localização geográfica do município e grande diversidade de etnias, a gestão aplicada tem deixado os bons efeitos mais explícitos, assim como os desafios”.

O evento foi realizado pelo NECA – Associação dos Pesquisadores de Núcleos de Estudos e Pesquisas sobre a Criança e o Adolescente, organização da sociedade civil de São Paulo, que visa gerar e difundir conhecimentos e metodologias para qualificação de políticas de intervenção para crianças, adolescentes, jovens e suas famílias.